nº 37 | ano 02
17/04/13
Não está conseguindo visualizar este email? clique aqui
Fórum de Presidentes produz Carta de Boa Vista
O presidente do CAU/RS, Roberto Py, participou do Fórum de Presidentes, que reuniu 25 dos 27 dirigentes dos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados (CAU/UFs) e do Brasil (CAU/BR) em Boa Vista (RR), nos dias 11 e 12 de abril. Eles debateram temas como fiscalização, carteira profissional e SICCAU, além de outros assuntos pertinentes à categoria. O encontro resultou numa carta intitulada Por um projeto de cidade do século XXI. Confira, abaixo, o texto na íntegra e, neste link, o documento original, assinado pelos presidentes.
CARTA DE BOA VISTA – RR:
"Por um projeto de cidade do século XXI"
Reinventando as cidades brasileiras
O século XXI é marca de uma mudança global: a maioria da população mundial passa a viver nos centros urbanos. Mais de 80% da população brasileira vive em cidades. A cidade é o maior artefato produzido pelo homem. É no seu espaço urbano que ocorrem as maiores invenções humanas, portanto, ela é lugar estratégico para estratégias. A maioria das cidades brasileiras hoje possui imensos processos de exclusões, fragmentações e desintegrações de suas políticas ambientais, culturais, econômicas e sociais.

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, criado pela Lei 12.378, de 31 de dezembro de 2010, em reunião do Fórum de Presidentes estaduais com as presenças de quase a totalidade de seus membros, profissionais do CAU/BR e de seu presidente, Arquiteto e Urbanista Haroldo Pinheiro, durante os dias 11 e 12 de abril de 2013, na cidade de Boa Vista, capital de Roraima, vem a público defender um Novo Projeto de Estado: um Planejamento de Longo Prazo para as cidades brasileiras a partir da concepção de projeto de cidade que reinvente o seu território para além dos planos dos mandatos político-partidários de quatro anos, implantando uma nova visão de política urbana Estadista, legítima, com horizontes mais largos, de 20 a 30 anos, executada por partes.

Para além de planos diretores e leis de uso e ocupação do solo, que carecem da existência de projetos urbanísticos com a visão de qualidade para a cidade inteira, constituída de partes que precisam ser mais do que integradas, necessitam ser integradoras da complexidade e diversidade que caracterizam o nosso País.

A cidade e o território são suportes físicos estratégicos para o desenvolvimento ambiental, cultural, social e econômico. Precisamos de projeto de cidade que nasça do plano das ideias que alimentam o plano físico urbanístico. A reestruturação das cidades para o século XXI precisa renascer de projeto de cidade que não seja "tábula rasa", mas cidades "sob medida" e nunca mais cidades "genéricas" ou pasteurizadas.

É preciso deixar falar e "fazer cantar" os lugares complexos, constituído de territórios e pessoas. Qual a cidade que desejamos? Qual a cidade que queremos? Qual a cidade que precisamos? Que deem corpo, memória e "espírito de lugar" a um projeto urbanístico singular e desafiador de novos futuros possíveis, onde:

1. A política urbana – É a cidade democrática
2. A gestão urbana – É a cidade integrada
3. A paisagem urbana – É a cidade projetada
4. A habitação urbana – É a cidade inclusiva
5. A segurança e a integração social urbana – É a cidade cidadã
6. A mobilidade urbana – É a cidade acessível universal
7. A cultura urbana e patrimônio – É a cidade significante
8. A dimensão urbana e seu entorno – É a cidade metropolitana
9. A sustentabilidade urbana – É a cidade necessária
10. As dinâmicas urbanas a partir do seu centro histórico – É a cidade de futuro

Portanto, urge o compromisso por um projeto de cidade como estrutura urbanística estratégica para todos os seus cidadãos, não podendo ficar limitado ou atrelado apenas aos aspectos das políticas urbanas públicas e privadas temporais e ocasionadas de curto prazo, precisam ser pensadas como verdadeiros lugares cívicos que promovam civilidade a partir de especificidades e diversidades, estimulando a identidade e o desenvolvimento mais amplo e possível para o efetivo território citadino de mais oportunidades, que todos nós precisamos.
Boa Vista – RR, 12 de Abril de 2013

Fórum de presidentes do CAU – Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil

Haroldo Prinheiro
Presidente do CAU/BR
 
Expediente:

Presidente: Roberto Py Gomes da Silveira
Vice-Presidente: Alberto Fedosow Cabral
Jornalista Responsável: Mariane Selli (reg. prof. 14.163)

www.caurs.org.br - atendimento@caurs.org.br - (51) 3094.9800
Endereço: Travessa Eng. Acilino de Carvalho, 33, 5º andar
Centro Histórico - Porto Alegre/RS - CEP: 90010-200
Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 9h às 18h
Conselheiro Federal Titular: Cesar Dorfman Conselheira Federal Suplente: Gislaine Saibro
Conselheiros Titulares:
Alvino Jara, Carlos Alberto Sant’Ana, Carlos Eduardo Mesquita Pedone, Clarissa Monteiro Berny, Claudio Fischer, Cristina Duarte Azevedo, Fausto Henrique Steffen, Fernando Oltramari, Joaquim Eduardo Vidal Haas, Luiz Antônio Machado Veríssimo, Marcelo Petrucci Maia, Maria Bernadete Sinhorelli de Oliveira, Nino Roberto Schleder Machado, Nirce Saffer Medvedovski, Núbia Margot Menezes Jardim, Paulo Iroquez Bertussi, Paulo Ricardo Bregatto, Rosana Oppitz, Sérgio Luiz Duarte Zimmermann
Conselheiros Suplentes
: Marcos Antônio Leite Frandoloso, Marcio Gomes Lontra, Raquel Rhoden Bresolin, Carmen Anita Hoffmann, José Carlos Freitas Lemos, Eduardo Viola Marty, Gabriel Cruz Grandó, Cláudia Rembowski Casaccia, Rafael Weber, Ricardo Bertoldo Lângaro, Nelson Moraes da Silva Rosa, Eduardo Speggiotin, Kátie Pereira Macêdo Lima, Marcio de Mendonça Lima Arioli, Tiago Holzmann da Silva, Geraldo da Rocha Ozio, Rafael Pavan dos Passos, Ednezer Rodrigues Flores, Alexandre Couto Giorgi, Osório Afonso de Queiroz Júnior, Daniela Marzola Fialho